FAQ

Perguntas e Respostas

Não. A toxina botulínica serve para paralisar a musculatura da região frontal, peri-orbitária e entre as sobrancelhas. O preenchimento é feito com PMMA (polimetilmetacrilato) – permanente – ou com ácido hialurônico – temporário – e serve para atenuar sulcos faciais como o sulco nasogeniano – bigode chinês, ou aumentar os lábios e o queixo.

Sinusite é a infecção dos seios da face que ocorre geralmente após uma gripe ou crise de rinite mal-curada. Se for tratada corretamente, tem cura, porém pode ser recorrente ou crônica se o indivíduo tiver alguma alteração anatômica no nariz que esteja provocando o acúmulo e a estase de secreção nos seios da face. Deve-se fazer uma avaliação completa com endoscopia nasossinusal e tomografia de seios da face. Se houver alteração anatômica ou sinais de sinusite crônica , há indicação de intervenção endoscópica nasossinusal, uma cirurgia rápida, minimamente invasiva e com excelentes resultados

O organismo tem vários mecanismos de defesa: enzimas, células brancas do sangue, imunoglobulinas… Um destes tecidos de defesa é o das amídalas e das adenóides, porém não são os únicos, e nem os mais importantes. Tanto que após a adolescência tendem a involuir e atrofiar. Porém, se há indicação cirúrgica, por obstrução nasal e /ou infecções de repetição, é sinal de que as amídalas e adenóides estão deixando de fazer a defesa do corpo e estão sendo prejudiciais ao organismo, devendo portanto, ser retiradas.

Não. Apenas nos casos em que há obstrução nasal causada pela hipertrofia das amídalas e das adenóides e quando há infecções de repetição.

Não se deve usar freqüentemente aquelas gotas de vasoconstritores nasais. São substâncias que melhoram rapidamente a obstrução nasal, porém ocorre um efeito “rebote”, isto é, quando acaba a ação do medicamento, o nariz volta a trancar mais do que antes de usá-lo. E a cada uso, a duração do efeito é mais curta. A conseqüência disto é que quanto mais se usa, mais tranca o nariz e tem que se usar mais medicação. Isso causa uma dependência química do medicamento e uma rinite medicamentosa.

O cerume se forma no fundo do canal auditivo externo, para proteger a membrana do tímpano. O próprio organismo se encarrega de eliminar o excesso de cerume, jogando-o para fora do canal. Quando usamos hastes de algodão, grampos, etc., acabamos por empurrar novamente para dentro do ouvido aquele cerume que o organismo já havia eliminado. A limpeza deve ser feita com o dedo ou com uma toalha, apenas no orifício externo do canal auditivo.

Não. A rinite é uma doença sistêmica e os sintomas aparecem cada vez que a pessoa entrar em contato com o que causa a alergia. O mais importante para prevenir as crises alérgicas é o afastamento do agente causador.